IIGD Ograce

08/04/2011 - TENDO O SENHOR COMO AJUDADOR

  • Envie por Email
  • Imprimir

“Eis que Deus é o meu ajudador; o SENHOR está com aqueles que sustêm a minha alma.”
Salmo 54.4

    Que confiança o salmista tinha no Senhor! Todo aquele que, verdadeiramente, crê no Senhor pode ter a mesma fé, pois Ele não faz acepção de pessoas (Rm 2.11). Podemos considerar todo aquele que entende a mensagem do Evangelho como um escolhido, e, se lhe for ensinado a respeito dos seus direitos em Cristo, teremos um vencedor. O amor de Deus derramado em nosso coração é o mesmo derramado sobre quem entrega sua vida a Ele. Para tal indivíduo, a porta dos Céus nunca estará fechada, pois foi aberta por Jesus.
    Os filhos de Deus precisam ler mais a Bíblia e dar ouvidos ao que está sendo pregado, pois, nesses momentos, o Altíssimo fala com Seu povo e distribui os Seus dons. Quem não presta atenção ao que o Pai está falando jamais obtém uma fé inabalável. As pessoas que não conseguem crescer no entendimento ficam tateando na obra de Deus, pois não conseguem o poder necessário para vencer. Com isso, o diabo as perturba como quer, e elas não conseguem livrar-se dele.
    O salmista revela um fato interessante: muitas pessoas estavam sustentando a alma dele. Todo aquele que é maduro na caminhada com Cristo deveria fazer isso sempre em favor daqueles que são fracos. Assim como na vida natural um recém-nascido precisa de cuidados especiais, também na espiritual sucede o mesmo. O novo convertido pode ser alguém de sucesso no âmbito empresarial, juiz de Direito, médico ou professor universitário de renome e reputado como inteligente, mas, no Reino de Deus, ele precisa ser tratado com um “bebê” em Cristo, porque ainda não tem maturidade espiritual suficiente.
    Bom seria que os maduros na fé fossem sustentadores daqueles que estão desviando-se, e não acusadores. Nenhum pai jogaria na lata do lixo o seu neném que caiu e se sujou. Por que costumamos fazer isso com os recém-nascidos no Senhor, que cometem pecado? A Igreja não deve desprezar as suas tenras ovelhinhas, pois, um dia, elas também crescerão e darão alegrias ao Reino de Deus. Se há uma festa por um pecador que se arrepende, quanto mais por um cristão que ajuda o outro a voltar para o Caminho (Lc 15.7)!
    Em oração, temos grande poder e capacidade espiritual. Se usarmos essas prerrogativas com fé, veremos muitas pessoas serem poupadas de quedas. Sem dúvida, a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos (Tg 5.16). O outro lado dessa declaração também é verdadeiro: o cristão que condena algum irmão pode estar lançando-o ao inferno.
    Deus deseja estar com Seu povo hoje da mesma maneira que esteve com os filhos de Israel. Ele é o mesmo e jamais mudará (Hb 13.8) e, por ser o bom Pastor, irá pelos montes em busca da ovelha que se extraviou (Mt 18.12).

    Em Cristo, com amor,

    R. R. Soares

Todos os direitos reservados à Igreja Internacional da Graça de Deus · O site do povo de Deus.

fechar

De que maneira as mensagens diárias têm abençoado sua vida?

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Pedido de Oração

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Enviar Mensagem por Email