IIGD Ograce

17/04/2011 - FUJA DO FARISAÍSMO

  • Envie por Email
  • Imprimir

“Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão.”
Gálatas 2.12

    O apóstolo Paulo repreendeu Pedro, um dos 12 primeiros discípulos, que, segundo ele, tornara-se repreensível. Isso nos ensina a não nos comprometermos com ninguém, pois, se alguém tiver procedimento diferente do padrão bíblico, deveremos mostrar-lhe que está errado, embora seja reputado por servo de Deus. Paulo fala que resistiu a Pedro face a face (v. 11 – ARA) e não espalhou boatos a respeito do que este fazia. Paulo cumpriu a orientação do Pai celeste de que devemos procurar o irmão que estiver agindo de forma não recomendável ao cristão e repreendê-lo.
    Se um servo de Deus admoestar você, aceite tal censura. O rei Davi afirmou que a repreensão de um justo era um ato de misericórdia, considerado um óleo que sua cabeça jamais rejeitaria (Sl 141.5). Mesmo em relação a assuntos insignificantes, se um membro do Corpo de Cristo mostrar que nosso procedimento não condiz com a conduta cristã, no mínimo, devemos dar ouvidos a ele. Mas, se a admoestação não proceder, temos de mostrar-lhe, com paciência, o equívoco.
    O que Pedro fez de errado, aos olhos de Paulo, foi temer os que da parte de Tiago haviam chegado. Até então, ele convivia com os novos convertidos gentios como se fosse um deles. Entretanto, quando a comitiva daqueles que pareciam ser rígidos nos ritos judaicos chegou, Pedro “saiu de mansinho”, e, para Paulo, essa atitude não era nada condizente com um seguidor do Senhor Jesus. Na verdade, Pedro estava dando um péssimo testemunho da liberdade obtida em Cristo.
    Precisamos ter o cuidado para não agirmos de modo parecido, pois isso pode entristecer os novos cristãos e ainda fazer com que os de fora falem mal da obra de Deus. Se tivermos ciência de que algo não é pecaminoso e faz parte da nossa liberdade em Cristo, não devemos intimidar-nos diante de quem pensa o contrário. Mas, por outro lado, se comer carne faz um irmão ficar fraco na fé, o próprio Paulo declarou que jamais comeria carne.
    Quem serve ao Senhor precisa zelar para ter a mesma conduta diante de todas as pessoas, não se esquecendo de que sabedoria sempre é algo benéfico. Se as mulheres do mundo começam a usar roupas as quais provocam a lascívia dos homens, por exemplo, as que forem cristãs não devem adotar tal moda. Fugir da aparência do mal (1 Ts 5.22) é dever de toda pessoa aceita na família de Deus. Tudo o que fizermos tem de ser para a glória do Pai!
    Em todos os momentos, nossas vestes têm de ser alvas (Ec 9.8). Os que servem a Deus precisam sempre ser exemplos de honradez e seriedade. Em tudo o que realizarmos, seja por palavras ou atos, o nosso Deus deve ser glorificado.

    Em Cristo, com amor,

    R. R. Soares

Todos os direitos reservados à Igreja Internacional da Graça de Deus · O site do povo de Deus.

fechar

De que maneira as mensagens diárias têm abençoado sua vida?

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Pedido de Oração

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Enviar Mensagem por Email