IIGD Ograce

27/04/2011 - CUIDADO COM AS MÁS CONVERSAÇÕES

  • Envie por Email
  • Imprimir

“Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.”
1 Coríntios 15.33

    Deus nos deu Sua Palavra para que tivéssemos Sua direção em tudo. Depois, usou o apóstolo Paulo para nos orientar a não nos enganarmos com as más conversações, pois elas têm um poder grande de corromper. Por trás desse tipo de conversa, está a mão do maligno, que, com a sua nocividade, é capaz de levar para o inferno muitos salvos. O melhor é sempre evitá-las, porque quem cair em sua enganação pode ter certeza de que se corromperá e, consequentemente, sofrerá muito para sempre, pois perderá a salvação.
    As más conversações abrangem desde as chocarrices, em que as pessoas gostam de fazer gracejos de quem, quase sempre, tem algum problema de raciocínio ou deficiência física, até o lado moral, em que se comentam, muitas vezes, mentiras a respeito do procedimento de alguém. O certo é convidarmos a pessoa a respeito da qual falaremos a se fazer presente.
    O melhor é fugir dos assuntos que têm a influência do diabo. Tudo o que não se baseia nas Escrituras, ou não conversaríamos na presença de Jesus, não é assunto para nenhum cristão. O que se tem de falar em voz baixa, ou só para alguns grupos, não vem de Deus. Devemos conversar somente a respeito de assuntos que direta ou indiretamente estão registrados na Palavra do Senhor.
    Conversar sobre temas lícitos, produtivos e sem conotação imoral ajudará muito todos aqueles que participarem da conversa. Falar desses temas é tão bom que não é preciso importar-se com quem está por perto. Aliás, esse tipo de assunto agrada ao Senhor, pois, ainda que a Palavra não seja diretamente citada, Ele é glorificado. Bom seria se tudo o que fizéssemos redundasse em louvor ao nosso Pai.
    Também é muito importante não deixarmos que os bons costumes sejam corrompidos, pois, do contrário, a poesia da vida se esvai. Quando uma sociedade permite que seus costumes sejam prostituídos, ela caminha a passos largos para a degradação e para bem perto do caos moral. Não é bom esquecer que somos o sal da terra (Mt 5.13).
    Com Deus ninguém deve brincar. Por Ele ser justo e ter ensinado ao homem o que é correto, Ele julgará todos os que se derem à injustiça. Até em civilizações nas quais o Evangelho ainda não é conhecido, as pessoas têm um sentimento do que é correto ou não. Isso prova que o Criador deixou no coração do homem a informação certa. Se uma pessoa que não conhece o Altíssimo pratica algo errado, algo dentro dela a alerta. Isso é o que chamamos de consciência.
    Por fim, vale lembrar que os que agirem de modo correto serão aprovados, e o destino deles será o Céu. Já o destino dos reprovados será o suplício eterno.

    Em Cristo, com amor,

    R. R. Soares

Todos os direitos reservados à Igreja Internacional da Graça de Deus · O site do povo de Deus.

fechar

De que maneira as mensagens diárias têm abençoado sua vida?

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Pedido de Oração

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Enviar Mensagem por Email