IIGD Ograce

26/06/2016 - UM TOQUE DO ESPÍRITO

  • Envie por Email
  • Imprimir

Disse mais Josafá ao rei de Israel: Consulta, hoje, peço-te, a palavra do SENHOR. 

 

2 Crônicas 18.4

Tão logo Josafá disse sim a Acabe, sem dúvida, Deus pesou o coração do rei de Judá, para que sentisse que algo estava errado. Como já estava seduzido pelo inimigo, Josafá lutava entre obedecer ao toque divino e a proposta recebida de Acabe. Este, então, mandou chamar os seus profetas de Samaria – cerca de 400 – para que profetizassem, pois queria saber se deveria ir ou não à guerra contra Ramote-Gileade. A resposta foi positiva, pois, segundo eles, Deus lhe daria a vitória (v. 5).

Ao ver aquela cena, o Senhor mostrou a Josafá que aqueles homens não eram dEle, e sim do diabo. O Altíssimo Se enojou com a atitude daqueles enganadores que profetizavam pelo demônio. Não havia nada que comprovasse que eles se referiam ao verdadeiro Deus. Diante disso, Josafá perguntou ao rei de Israel se não havia nenhum profeta de Deus. Acabe disse existir um que nunca profetizara o bem para ele.

O rei de Judá, então, sentiu mais um toque do Céu, pois reprovou a afirmação do rei samaritano, e o profeta do Senhor foi levado à presença dos dois (v. 7,8). Como Acabe só queria ouvir boas notícias e não a verdade, Micaías falou como os 400 falsos profetas, afirmando que Acabe podia ir, pois sairia vitorioso. Naquele show de engano, o rei de Israel advertiu Micaías a dizer o que fosse bom para ele, mas o profeta avisou que diria somente o que Deus lhe revelasse.

 

Se o rei de Judá estivesse bem na presença do Senhor, nem precisaria ter chamado Micaías para dizer a Acabe que não iria com ele à guerra, pois o Altíssimo não estava na confusão que reinava em Israel. Quem sabe, teria movido o coração de Acabe, para que ele se voltasse para Deus e mudasse a sua maligna atitude? Porém, como estava entregue ao diabo, provavelmente, não voltaria atrás. A verdade é que Josafá nem considerou fazer isso.

Micaías transmitiu o que Acabe queria ouvir; no entanto, este sabia que aquilo era mentira e o conjurou a dizer somente a verdade (v. 15). Naquele momento, Josafá deveria ter juntado a sua comitiva e ido embora. Afinal, já lhe fora mostrado que Deus não estava com o rei de Israel. Então, Micaías detalhou os acontecimentos futuros. Como um insensato, Acabe demonstrou não ter nenhum temor a Deus e, inexplicavelmente, Josafá permaneceu ao seu lado.

Não dá para entender por que o rei de Judá aceitou ir para a batalha com Acabe. Josafá, que era servo fiel do Senhor e pautava a sua vida nEle, errou ao dar a sua palavra àquele ímpio. Se tivesse se lembrado do conselho de Salomão, seu trisavô (Quem fica por fiador de outrem sofrerá males, mas o que foge de o ser estará seguro – Pv 11.15), teria procurado se escusar dessa situação e voltado para casa.

Josafá havia pedido permissão para consultar o profeta do Senhor, mas, mesmo assim, não deu atenção ao dito de Deus; senão, teria negado a proposta de Acabe. Embora tenha presenciado a ordem desse rei de prender Micaías, Josafá nada fez para livrá-lo. O pecado cega!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares


Oração do Dia

Deus, nosso Pastor! Por que não damos atenção à Tua Palavra, pela presença do Espírito Santo em nós e pelas coisas que nos mostras nas Escrituras? Ajuda-nos a ser prudentes!

Josafá teve muitas provas de que estava diante de um rei ímpio e deveria ter abandonado a promessa que lhe fizera. Contudo, continuou na imprudência até ver a morte bem perto.

Que saibamos Te respeitar, dar atenção aos Teus toques e não ir com o ímpio a lugar algum, pois, se formos, poderemos perder a vida. Ajuda-nos a nunca nos apoiarmos em quem não Te teme. Não podemos arriscar a nossa salvação. Misericórdia!

Todos os direitos reservados à Igreja Internacional da Graça de Deus · O site do povo de Deus.

fechar

De que maneira as mensagens diárias têm abençoado sua vida?

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Pedido de Oração

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Enviar Mensagem por Email