IIGD Ograce

14/06/2016 - NOMEAÇÕES PROIBIDAS

  • Envie por Email
  • Imprimir

Mas a prostituição e toda impureza ou avareza nem ainda se nomeiem entre vós, como convém a santos.

 

Efésios 5.3

 

A prostituição avança como algo que dá satisfação ao homem e, por isso, tem sido bem-vinda às pessoas sem o temor de Deus. Embora discretamente, nos dias atuais, até os setores mais radicais da sociedade e da religião têm dado seu aval a essa prática pecaminosa. Com isso, o diabo tem feito do relacionamento de um homem com uma mulher no casamento, o qual é santo, motivo de queda para muitos. Misericórdia!

A beleza do amor é incontestável. Esse dom foi criado por Deus como algo puro e prazeroso, mas o demônio tenta fazer os propósitos divinos serem apagados. Diante disso, no lugar desse amor puro, surge a figura de um pai condescendente com os filhos ou, quem sabe, de um líder religioso que, reservadamente, aprova a prostituição. No entanto, o Senhor tem razão em condenar os praticantes dela e quem a aprova também.

Tudo o que corrompe a criação de Deus deve ser expulso do coração de quem não quer cair nas garras do império das trevas. Aquele que não respeita as proibições das Escrituras se desliga do Altíssimo e torna-se um agente do inimigo (1 Ts 4.7,8). Entretanto, a ira divina atingirá os que não permanecerem no propósito original do Senhor e O desafiarem com atos em louvor a Satanás.

A impureza diz respeito ao desregramento dominante no mundo, onde praticamente tudo é permitido. Isso tem acabado com a pureza e o instituto da família. Por causa disso, dentro do quarto do casal permissivo, pratica-se o mesmo que os perdidos fazem nos lugares mais baixos da sociedade. Porém, a Palavra declara que digno de toda honra é o leito sem mácula – o próprio ato conjugal sem vícios (Hb 13.4).

A avareza não está restrita a bens materiais, os quais alguns não abrem mão de possuir, mesmo que seja preciso vender a alma ao diabo. Ela se refere também aos desejos desenfreados presentes em tantas pessoas. Muitas, ao verem alguém, enchem-se de desejo de se relacionar com ele. Esse é o cativeiro do qual elas precisam ser libertas o quanto antes.

Por vezes, até no altar do Senhor, tais temas têm sido tratados com um sorriso sarcástico, e não faltam segundas intenções nas palavras. Com essa atitude, o que é santo em sua essência é desmoralizado. Essas “aberturas” dão chance para o inimigo plantar nos fracos de mente, fé e caráter o desejo de experimentar o que é proibido e, como consequência, vêm a dor e a tristeza. Fuja dos maus conselheiros, pois servem ao diabo!

Essas coisas sequer deveriam ser nomeadas em nosso meio, ainda que às escondidas. A ordem é fugir (1 Co 6.18). Perceba: Eva foi enganada ao se aproximar do fruto proibido e, assim, foi contaminada pelo maligno. Ela viu que o fruto era bom para se comer, agradável aos olhos e desejável para dar entendimento, porém foi a sua perdição. Na verdade, ela fez a vontade do diabo, e, se você não tomar cuidado, também a fará.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares


Oração do Dia

Deus! A Tua Palavra diz que não Te veremos sem santidade, mas esta geração não tem dado importância a isso. As coisas que só de falar são erradas têm sido tratadas como normais. Misericórdia!

Hoje, vemos a prostituição sendo aceita pela sociedade como algo normal e, com isso, a pureza do amor se dissipou. O casamento perdeu sua função e se tornou um contrato no qual a intimidade é permitida, desde que o cônjuge seja fiel.

A Tua ordem – que o homem deixe pai e mãe e se una à sua mulher – tem sido revogada, pois as pessoas acham melhor fazer de outra forma. Algumas se arrependem do mal, mas logo voltam ao erro. Dá fim ao que é contra a Tua vontade. Ajuda-nos!

Todos os direitos reservados à Igreja Internacional da Graça de Deus · O site do povo de Deus.

fechar

De que maneira as mensagens diárias têm abençoado sua vida?

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Pedido de Oração

*todos os campos são obrigatórios

fechar

Enviar Mensagem por Email